fbpx

Brasil bate recorde na produção de grãos na safra 18/19, com 241,3 mi de t (alta de 6%)

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Maior recorde no milho safrinha, com 73,1 mi de t, alta de 35,5%

Estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indicam que os agricultores brasileiros irão colher 241,3 milhões de toneladas de grãos durante a safra 2018/2019, um recorde de produtividade. Os números constam no 10º Levantamento da Safra de Grãos 2018/2019 divulgados esta semana em Brasília e representam um acréscimo de 6% aos 227,6 milhões de toneladas colhidas na última safra. Já o total de área semeada é de 63 milhões de hectares, acréscimo de 2% sobre o mesmo período.

Segundo o órgão, a produção total do milho deve alcançar a marca de 99,3 milhões de toneladas sendo que a produção de milho safrinha, como é conhecida, já se consolida como uma grande safra e atinge novo recorde de 73,1 milhões de toneladas, alta de 35,5% frente à temporada anterior. Os avanços são percebidos em diferentes regiões produtoras.

No quadro geral de oferta e demanda do milho, um dado chama a atenção das corretoras. O órgão segue conservador em sua estimativa de exportação, de 34,5 milhões de toneladas.

— “Nosso olhar sobre a projeção, fundamentado pelo acompanhamento diário que a Labhoro realiza no mercado do cereal, a Conab, mesmo tendo promovido sucessivos ajustes, deve em um futuro próximo ajustar de forma mais acentuada a projeção de exportação”, destaca Andrea Cordeiro, diretora comercial do Grupo Labhoro, uma das mais de 130 corretoras associadas à Bolsa Brasileira de Mercadorias.

Andrea explica que é consenso entre as tradings, indústrias, consultorias e casas corretoras que os negócios destinados à exportação estão bem mais acelerados. Segundo levantamento atualizado da Labhoro, essa modalidade de negócios deve totalizar entre 38 a 40 milhões de toneladas.

A corretora também destaca o aumento na produção de etanol de milho que vem em uma crescente. O esmagamento do grão para a produção do combustível pode chegar a 2 milhões de toneladas nesta safra 2018/19, mais que o dobro do que no ciclo anterior. “Nas últimas quatro safras, o Brasil registrou forte aumento no consumo interno. Passou de 54,9 milhões de toneladas na temporada 2015/2016, para 63,9 milhões de toneladas na atual temporada e a Conab vem se mostrando vigilante nesse acompanhamento”, explica.

Já no quadro da soja, mesmo com uma área de plantio maior, a produção nacional terá redução de 3,5% frente ao ano anterior, totalizando 115,1 milhões de toneladas em função de problemas como adversidades climáticas em alguns estados produtores e em diversas fases do ciclo que reduziram o potencial da safra. Enquanto isso, o algodão terá um incremento de 34,2%, com uma produção de 4 milhões de toneladas de algodão em caroço e 2,6 milhões de toneladas de pluma.

Ainda de acordo com o relatório, o feijão terá uma produtividade maior, enquanto trigo e arroz têm produções estimadas menores que as do ciclo anterior.

FONTE: Notícias Agrícolas

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

Contate-nos

3003 5339

13 3321 9321
65 4141 4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo