Brazil

Brasil tem forte expansão na corrente de comércio com seus principais parceiros comerciais

Compartilhe esta notícia

O Brasil obteve números expressivos no intercâmbio comercial com seus cinco principais parceiros comerciais no período janeiro-julho, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (1) pela Secretaria de Comercio Exterior (Secex), do Ministério da Economia. Em termos de corrente de comércio (exportação+importação), o grande destaque foi a União Europeia, bloco que expandiu em 27,8% o intercâmbio com o Brasil para US$ 54,20 bilhões no período, comparativamente com os sete primeiros meses de 2021. Maior parceiro comercial do Brasil, a China registrou uma expansão de 9% no intercâmbio bilateral, que somou US$ 89,57 bilhões.

Argentina

As exportações para a Argentina, no mês de Julho/2022, cresceram 45,8% e somaram US$ 1,39 bilhões. As importações aumentaram 17,4% e totalizaram US$ 1,02 bilhões. Logo, a balança comercial com este parceiro comercial apresentou superávit de US$ 0,37 bilhões e a corrente de comércio aumentou 32,2% alcançando US$ 2,42 bilhões.

No período acumulado de Janeiro/Julho 2022, em relação a igual período do ano anterior, as vendas para a Argentina cresceram 34,2% e atingiram US$ 8,90 bilhões. As importações cresceram 16,8% e chegaram US$ 7,18 bilhões. Com isto, neste período, a balança comercial para este país apresentou saldo positivo de US$ 1,72 bilhões e a corrente de comércio expandiu-se em 25,8% totalizando US$ 16,08 bilhões.

China, Hong Kong e Macau

As exportações para a China, Hong Kong e Macau no mês de Julho/2022, caíram -0,5% e somaram US$ 7,98 bilhões. As importações aumentaram 42,2% e totalizaram US$ 5,38 bilhões. Assim, a balança comercial com este parceiro comercial apresentou superávit de US$ 2,60 bilhões e a corrente de comércio aumentou 13,2% alcançando US$ 13,36 bilhões.

No período de Janeiro/Julho 2022, em relação a igual período do ano anterior, as vendas para China, Hong Kong e Macau caíram -1,1% e atingiram US$ 55,81 bilhões. As importações cresceram 31,0% e totalizaram US$ 33,75 bilhões. Consequentemente, neste período, a balança comercial apresentou superávit de US$ 22,06 bilhões e a corrente de comércio expandiu-se em 9% somando US$ 89,57 bilhões.

Estados Unidos

As exportações para os Estados Unidos, em Julho/2022, cresceram 14,8% e somaram US$ 3,30 bilhões. As importações aumentaram 60,9% e chegaram a US$ 4,83 bilhões. Assim, a balança comercial com este parceiro comercial resultou num déficit de US$ -1,53 bilhões e a corrente de comércio registrou aumento de 38,3% alcançando US$ 8,13 bilhões.

No acumulado de Janeiro/Julho 2022, em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações para os Estados Unidos cresceram 27,8% e atingiram US$ 20,93 bilhões. As importações cresceram 52,6% e totalizaram US$ 29,88 bilhões. Dessa forma, neste período, a balança comercial para este país apresentou déficit de US$ -8,94 bilhões e a corrente de comércio aumentou 41,3% chegando a US$ 50,81 bilhões.

União Europeia

As vendas para a União Europeia, cresceram 53,5% e chegaram US$ 4,62 bilhões. As importações aumentaram 37,1% e totalizaram US$ 4,01 bilhões. Assim, a balança comercial com este bloco resultou num superávit de US$ 0,60 bilhões e a corrente de comércio aumentou 45,4% alcançando US$ 8,63 bilhões.

No período acumulado de Janeiro/Julho 2022, em relação a igual período do ano anterior, as exportações para a União Europeia cresceram 40,7% e atingiram US$ 29,60 bilhões. As importações cresceram 15,1% e totalizaram US$ 24,61 bilhões. Consequentemente, neste período, a balança comercial com este bloco comercial apresentou superávit de US$ 4,99 bilhões e a corrente de comércio aumentou 27,8% somando US$ 54,20 bilhões.

FONTE Avicultura Industrial

últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil