fbpx

Empresas brasileiras de alimentos e bebidas participam da Gulfood 2021

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Feira internacional, realizada em Dubai, nos Emirados Árabes, é vista como a primeira grande oportunidade de promoção de negócios do setor.

Uma das principais feiras internacionais do setor de alimentos e bebidas, a Gulfood será realizada entre os dias 21 e 25 de fevereiro, em Dubai, nos Emirados Árabes. De acordo com a organização, a expectativa é de participação de cerca de 2,5 mil empresas de 85 países, com a promessa de um evento realizado de acordo com os protocolos de segurança para evitar a propagação da Covid-19.

A representação brasileira contará com 42 companhias de alimentos e bebidas, informa a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). De acordo com a agência, o país tem colhido resultados com a participação na Gulfood. Em 2015, foram realizados US$ 645 milhões em negócios. Em 2019, a presença rendeu US$ 1,4 bilhão.

“Os Emirados Árabes Unidos estão entre os mercados prioritários mapeados pela Apex-Brasil. Além disso, a feira abrange muitos compradores provenientes de outros grandes e relevantes mercados também daquela região (Oriente Médio e Norte da África) tal como Arábia Saudita, Irã, Argélia e Egito”, destaca a Apex, em comunicado divulgado ainda no início deste mês.

Para a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que reúne a cadeia produtiva de aves e suínos, a Gulfood será a primeira grande ação internacional de promoção do setor. Parceira da Apex na representação brasileira, a entidade informa que suas associadas estarão em um espaço de 360 metros quadrados, com medidas de segurança e distanciamento social.

As iniciativas de promoção da avicultura e suinocultura brasileira na Gulfood incluem a realização de rodadas de negociações e degustação de produtos, promovendo os programas setoriais Brazilian Chicken, Brazilian Eggs e Brazilian Breeders.

“A participação das indústrias brasileiras na Gulfood este ano é uma oportunidade inquestionável para o aquecimento dos negócios e ampliação das exportações. Dubai é ponto de encontro internacional entre exportadores e importadores, em especial dos países árabes, da Ásia e África – mercados de extrema importância para nosso setor ao longo do último ano”, analisa Ricardo Santin, presidente da ABPA, em nota, nesta quinta-feira (18/2).

Certificadora voltada para o mercado halal, em que os produtos devem estar de acordo com as tradições islâmicas, a Cdial Halal vê na Gulfood uma importante plataforma de negócios. Omar Chahine, gerente comercial, estará em Dubai, participando do evento, destacando que a indústria de alimentos do Brasil tem participação importante neste mercado.

“Por sermos um dos maiores exportadores de produtos halal do mundo, muitas empresas procuram os stands brasileiros para realizar network e expandir seu mercado, proporcionado cada vez mais oportunidades para os produtores do país”, diz ele, também em nota divulgada pela Cdial Halal.

Dados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira (CCAB), citados pela certificadora halal, indicam que, em 2020, o Brasil foi o principal exportador de produtos agropecuários para os países árabes. E esse mercado foi o terceiro principal destino das vendas externas do setor agro brasileiro.

“Embora registrássemos uma queda de exportação de 6,6%, em virtude da pandemia, conseguimos atingir US$ 11,4 bilhões em exportação para estes países no ano passado. Em alimentos e bebidas, tivemos o acréscimo de 2,8%”, explica o secretário-geral da CCAB, Tamer Mansour, de acordo com o divulgado pela Cdial Halal.

FONTE: Canal Rural

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil