fbpx

Fertilizantes: preços em dólar devem cair nos próximos meses, diz Heringer

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Segundo a empresa, o movimento refletirá o recuo das cotações das matérias-primas do insumo no mercado internacional

Os preços de fertilizantes em dólar devem passar por leve queda nos próximos meses, refletindo o recuo das cotações das matérias-primas do insumo no mercado internacional, comentou o diretor-presidente da Fertilizantes Heringer, Dalton Heringer.

Os valores do MAP (fosfato monoamônico) recuaram 10% no segundo trimestre do ano no mercado internacional, enquanto os do cloreto de potássio (KCl) caíram 2% e os da ureia subiram 15%, segundo dados apresentados pela Heringer.

Sobre as perspectivas para a agricultura brasileira e, consequentemente, o negócio de fertilizantes, Dalton Heringer comentou sobre a previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de a safra 2018/2019 de grãos chegar a 240,652 milhões de toneladas, ante 227,675 milhões de toneladas na temporada passada.

Para o mercado de adubos, a estimativa da empresa é de incremento nas entregas totais, para 35,5 milhões de toneladas em 2018/2019, contra 34,4 milhões no ciclo 2017/2018. Heringer mencionou, além disso, que o “acordo do Mercosul com a União Europeia é extremamente importante para o país”, em razão de o bloco ainda ter demanda “bastante forte” por produtos agrícolas.

FONTE: Canal Rural

últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil