fbpx

Receita Federal pode implantar porto seco em Sinop

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Em Mato Grosso, Cuiabá é a única cidade que dispõe de um porto seco.

Já está em estudo, pela equipe técnica da Receita Federal a viabilidade da implantação de um porto seco em Sinop. Também está sendo definido o local.

A informação é do secretário especial da Receita, Marcos Cintra, passada em uma reunião com  a prefeita do município Rosana Martinelli (PR).

Ele comunicou que há grande possibilidade que Sinop tenha um terminal alfandegário que agiliza importações e exportações. O porto seco, conhecido também como Estação Aduaneira do Interior (EADI), é um terminal controlado pela Receita onde são executadas operações de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro de mercadorias e de bagagem. Os portos do interior foram criados como opção logística para desafogar a movimentação de mercadorias em zonas primárias (portos e aeroportos).

“A importância desse porto seco é que ele promove o desenvolvimento, facilita para as empresas exportadoras, principalmente de grãos. A partir do momento da liberação aqui, já é considerada exportada a sua mercadoria. Não precisa levar para Paranaguá (PR), Porto de Santos (SP) ou de São Francisco. A partir do momento, em que é colocada a mercadoria aqui, já é considerado exportado. E, principalmente não só os grãos, que é mais forte, hoje, na nossa região, mas também como outros produtos como madeiras. Esse porto não é só para Sinop e sim para todo o Estado e qualquer pessoa que quer usar”, disse a prefeita do município.

Em Mato Grosso, Cuiabá é a única cidade que dispõe de um porto seco.

FONTE: Mato Grosso Econômico

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

Contate-nos

3003 5339

13 3321 9321
65 4141 4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo