fbpx

Santa Catarina teve recorde de exportação de soja entre janeiro e maio

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os embarques de produtos relacionados à soja em Santa Catarina somaram mais de 1,15 milhão de toneladas de janeiro a maio, volume recorde da série desde 2015, totalizando US$ 398,7 milhões.

Nas exportações do estado nos primeiros cinco meses deste ano, a soja tem destaque, com participação de 11% no total das vendas.

“O complexo soja envolve grão, farelo, farinha, óleo refinado e bruto. A China continua sendo destino preferencial da soja catarinense, somando 93% do total embarcado entre janeiro e maio. A crescente dependência do mercado chinês deve merecer atenção do agronegócio, mercado e produtores”, destaca Haroldo Tavares Elias, analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Epagri/Cepa).

A análise também mostra recuperação dos valores pagos pelo grão. Em maio, os preços da soja catarinense apresentaram uma reação de 9,57% em relação a abril e alta de 33% frente ao mesmo mês de 2019. Desde fevereiro a alta dos preços foi de 23%, acompanhando a relação cambial entre real e dólar.

Os bons preços registrados desde o início do ano mantêm elevada a participação da soja no valor bruto da produção estadual, apesar da queda de mais de 20% na produtividade da safra 2019/20 em relação ao ciclo agrícola anterior. 

BRASIL

O Brasil se consolida como maior exportador mundial e agora também assume a posição de maior produtor.

O grão representa mais de 70% das exportações do agronegócio no país.

“Em que pese a contribuição significativa da soja na balança comercial brasileira, é necessário analisar o contraponto de todo este sucesso, sem imputar culpas a um setor específico, mas sim da conjuntura atual”, avalia Haroldo. Ele lembra que outras culturas, como feijão, arroz e mandioca, registram retrações sucessivas nos cultivos ao longo das últimas décadas. “São espécies que geram a base da alimentação do brasileiro”, explica o analista.

Em Santa Catarina, a área cultivada com soja concorre com o espaço do cultivo do milho.

As duas culturas somam cerca de 1,24 milhões de hectares cultivados, 690 mil hectares com soja e 550 mil hectares com milho grão e silagem.

Em Santa Catarina a expansão do cultivo de soja tem evoluído significativamente. De 2000 a 2020 o crescimento da área de cultivo foi superior a 85%, incorporando 317 mil hectares.

FONTE: Economia SC

consulte sua habilitação Radar / Siscomex

copie o link abaixo, abra uma nova aba do navegador e cole na barra de endereço

Contate-nos

Telefone

+55 13 3321-9321 | +55 65 4141-4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo