A Chanceller é signatária do Pacto Global das Nações Unidas

“O Pacto Global advoga dez Princípios universais, derivados da Declaração Universal de Direitos Humanos, da Declaração da Organização Internacional do Trabalho sobre Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, da Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e da Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção”
> Acesse o pacto Chanceller 

A Chanceller é membro do Conselho Brasileiro das Empresas Comerciais Importadoras e Exportadoras

Missão do CECIEx: Difundir a cultura de comércio exterior no pais, defender e representar os interesses das empresas comerciais exportadoras, importadoras, traders, e prestadores de serviços de comércio exterior.

Serviços para Comércio Exterior

Gestão FullTime

seu pedido sob nossa gestão

Gerenciamos sua importação / exportação desde o fechamento comercial até sua entrega no destino

Inspeção in loco

seus olhos no exterior

Inspecionamos no exterior empresas exportadoras e importadoras para início de negociações, e sua carga antes do embarque

Habilitações

Habilitação

credenciamentos e certificações

Habilitamos empresas (importadora, exportadora ou transportadora) e produtos junto aos órgãos de governo e demais exigidos

Pesquisa de Mercado

relação global detalhada

Pesquisa, relação e comparação de propostas entre exportadores e importadores no mercado internacional

Estudo de Viabilidade

sua estimativa segura

Cálculo completo da importação ou exportação, computando os custos do produto, logística e tributação

Estatística Nacional

informações sobre o seu mercado

Elaboramos Relatórios informando os dados oficiais do governo sobre importação e exportação do Brasil

Logística Internacional

da origem ao destino final

Otimização dos custos e tempo de entrega, para transporte nacional e internacional

Câmbio Comercial

operações rápidas e seguras

Representamos a empresa Advanced Corretora, maior corretora de câmbio na Importação e Exportação

Marketing Internacional

sua marca no exterior

Promoções de marcas e adequações sob exigências do mercado-alvo (logo, site, b2b, rótulos e registros)

Representações

sua base no mercado-alvo

Representação de empresas no Brasil e no exterior, sendo nacional ou estrangeira

Eventos Intl

Eventos Internacionais

agenda global do setor

Principais eventos do segmento alvo, tendo organização na participação como visitante ou expositor, palestrante, etc 

Outros Serviços

sob análise de projetos

Aperfeiçoamento de controle e métodos, elaboração de Relatórios e gráficos

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

Últimas notícias no Comércio Exterior

Já importou ou exportou?

se atua no Comércio Exterior

Está iniciando agora?

atuou pouco no Comércio Exterior

atendimento para empresas e produtores rurais com foco em importações

atendimento para empresas e produtores rurais com foco em exportações

atendimento para transportadoras com foco no transporte rodoviário via Mercosul

Contate-nos

Telefone

+55 13 3321-9321 | +55 65 4141-4540

WhatsApp

+55 13 3321-9321

E-mail

Preencha o formulário ao lado

Preencha seus dados abaixo

Perguntas Frequentes

as perguntas mais comuns no Comércio Exterior

Sim! No mercado internacional sua importação pode vir em contêiner LCL, o que significa uma consolidação entre cargas de outros importadores. Deve Considerar a condição de venda do exportar, se permite exportar baixa quantidade.

Sim! Poderá obter os valores médios de venda nas exportações, países importadores, cidades exportadoras, portos ou aeroportos utilizados, entre outras informações relevantes para sua estratégia comercial de exportação, logística ou tributária. Estes dados também estão disponíveis para Importação.

Sim! Existe, em todos os bancos, o FINIMP (Financiamento à Importação) no qual o banco no Brasil capta recursos no exterior, desconsiderando portanto qualquer variação da SELIC, repassando-o ao importador. O recurso não cobrirá o pagamento dos tributos federais e estadual II/IPI/PIS/COFINS/ICMS.

Sim! Há no mercado as Antecipações Cambiais, ACC quando a mercadoria ainda será embarcada para exportação e ACE quando se pode comprovar seu embarque. Estes contratos de exportação podem ser comprovados e assim antecipados pelos Bancos.

Inicialmente será necessário credenciar sua importadora na Receita Federal de sua jurisdição, conhecido como RADAR ou acesso ao SISCOMEX. Além deste procedimento, haverá outros credenciamentos que dependerá do produto importado e modal utilizado. Se a importação vier por navio, será necessário o cadastro na Marinha Mercante, terminal portuário. Se o produto importado exigir anuência no MAPA, ANVISA, entre outros, novos credenciamentos serão necessários.

Sim! São raras, mas há exceções no qual o governo brasileiro cobrará o Imposto de Exportação. É muito importante certificar se o produto tem anuência prévia de exportação. Os órgãos de controle são: ANEEL, ANP, ANVISA, CNEN, DECEX, DNPM, IBAMA, MCTI, MIN. DA DEFESA, EXÉRCITO e POLÍCIA FEDERAL.

Os produtos que são transportados no modal aéreo geralmente são de alto valor agregado, peças de reposição que exigem urgência na entrega ou produtos perecíveis. Salvo outras exceções, as cargas serão transportadas por navios (mais econômico) ou caminhões. Considere sempre que cada operação exige um estudo detalhado para melhor definição da logística.

A principal função do Despachante Aduaneiro é de desembaraçar o processo de importação ou exportação. Geralmente é responsável pela conferência documental e apresentação aos órgãos anuentes para liberação da carga importada ou exportada. Estará representando sua empresa sob amparo de Procuração e cadastramento de seu CPF no SISCOMEX(Radar).

Não! Seu domicílio não limita a utilização dos portos ou aeroportos, não limita a Aduana no qual será desembaraçado seu produto importado e também não pode exigir sua entrada física. Talvez teria uma perda no possível benefício fiscal estadual que exija o desembaraço aduaneiro na Aduana de seu território, geralmente um Porto Seco (EADI) ou Zona Primária (Portos/Aeroportos/Pontos de Fronteira).

Tanto um exportador como um Importador deverá ter a certeza da classificação fiscal de seu produto. Recomendamos sempre que confira as NFs de entrada ou de Saída das transações no mercado interno para obter a NCM que ali consta composta por 08 dígitos. Caso não tenha esta referência, deverá obter os detalhes da carga e solicitar a classificação, pois esta NCM dará base aos tributos e procedimentos no Brasil e no exterior.

Sim! A Receita Federal permite que sócios e funcionários da empresa importadora/exportadora possa representar o interessado, munido de seus documentos e comprovações. Não há obrigação legal que exija a figura do despachante aduaneiro, mesmo tendo nele uma boa ajuda no processo de liberação da importação/exportação.