fbpx

Brasil e China proíbem importação de carne suína alemã após caso de peste suína africana

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Governo brasileiro pediu mais informações às autoridades alemãs após um javali aparecer morto pela doença.

O Brasil e a China proibiram as as importações de carne suína da Alemanha depois que o país europeu confirmou seu primeiro caso de peste suína africana em um javali na última semana. Os alemães já tinham embargado voluntariamente a venda do produto para os chineses.

O Ministério da Agricultura brasileiro informou que pediu “informações detalhadas às autoridades sanitárias daquele país sobre as medidas de biossegurança adotadas pelas plantas industriais alemãs”.

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de carne de porco e, portanto, as compras do exterior são poucas, cerca de 10 mil toneladas entre janeiro e agosto deste ano. Como comparação, os produtores brasileiros venderam mais de 660 mil toneladas em 2020.

Os alemães respondem por 18% do total importado neste ano (1,8 mil toneladas), movimentando US$ 16,9 milhões no período.

China

A proibição da China às importações de seu terceiro maior fornecedor ocorreu no último sábado (12), em um momento em que o maior comprador de carne do mundo lida com uma escassez sem precedentes de carne suína após sua própria epidemia da doença em suínos.

A proibição da Alemanha, que forneceu cerca de 14% das importações de carne suína da China até agora neste ano, aumentará a demanda por carne de outros grandes fornecedores, como Estados Unidos e Espanha, aumentando os preços globais.

As exportações alemãs para a China movimentam cerca de 1 bilhão de euros por ano, e os volumes dobraram nos primeiros quatro meses deste ano com o aumento da demanda, depois que a produção chinesa encolheu cerca de 20%.

Uma porta-voz do Ministério de Alimentos e Agricultura alemão confirmou a proibição, acrescentando que o ministério continua em negociações com o governo chinês sobre o assunto.

Agricultores alemães pediram na sexta-feira (11) que a China evitasse a proibição nacional das importações de carne suína, e o ministério disse que pediu a Pequim para aplicar uma abordagem regional ao caso da peste suína.

Mas a proibição, anunciada pela agência alfandegária da China e seu ministério da agricultura, foi amplamente antecipada devido ao histórico de Pequim de agir rapidamente para implementar proibições nesses casos.

A proibição ocorre dois dias antes de o presidente chinês Xi Jinping comparecer a uma reunião por meio de um link de vídeo com a chanceler alemã Angela Merkel e líderes da União Europeia.

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

Contate-nos

3003 5339

13 3321 9321
65 4141 4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo