fbpx

Ceará exportou R$ 354 milhões em rochas ornamentais no ano passado

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O resultado coloca o Estado em terceiro lugar no ranking de exportadores

O Ceará foi o terceiro colocado no ranking dos Estados que mais exportaram rochas ornamentais em 2020. Ao todo, foram enviados para o exterior US$ 65 milhões – cerca de R$ 354 milhões. O desempenho representa uma alta de 16% com relação ao mesmo período de 2019.

Em primeiro lugar está o Espírito Santo, com US$ 814,2 milhões em exportações e Minas Gerais em segundo lugar, com um montante de US$ 108,7 milhões.

Na comparação com os Estados, O Ceará foi o único que apresentou crescimento das exportações em 2020. Na somatória, juntos respondem por mais de 90% de todo o envio de rochas ornamentais do País para o mercado internacional. No Brasil, o faturamento foi 36% maior que em 2019.

“Apesar da pandemia ter trazido algumas dificuldades de mercado, crescemos em torno de 35% no ano de 2020. A nossa expectativa para 2021 é bastante promissora. Estamos fazendo grandes investimentos, como adquirir novas minas de extração e aumentar as unidades fabris. Tudo isso visando crescer, consideravelmente, as nossas exportações e distribuição de chapas e ladrilhos para o mercado interno.”, diz o diretor da Ceará Stones, Flávio Gomes.

O granito e o quartzito extraídos no Ceará têm chamado a atenção por serem rochas resistentes, pouco porosas e diferenciadas. Já foram empregadas em museus no Canadá (Aga Khan) e edifícios comerciais da província de Jiangsu, na China.

FONTE: Focus.jor

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

Contate-nos

3003 5339

13 3321 9321
65 4141 4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo