Com retomada da China e dólar, exportação de carne bovina registra bom desempenho na segunda semana de Janeiro/22

Compartilhe esta notícia

Os embarques registram bons números tanto de faturamento quanto em volume e preço.

Nesta segunda-feira (17), a Secretária Comércio Exterior (Secex) divulgou os dados dos embarques de carne bovina fresca, refrigerada e congelada que registrou um incremento significativo no faturamento e na média diária exportada. Além da volta da China às compras de carne bovina brasileira, o bom desempenho também é reflexo do câmbio em bom patamar que estimula as indústrias a negociarem.

Segundo o analista de mercado da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, as exportação registraram bons números tanto de faturamento, quanto de volume e preço e o resultado está acima até mesmo de jan/21. ”Dólar auxilia as exportações, mas está chegando em um ponto de entrave, principalmente abaixo dos 5,50 e temos que permanecer atentos. Os embarques de novas compras da China voltaram a acontecer, ao mesmo tempo, que temos bons números enviados para os EUA, isso justifica o volume embarcado”, relatou ao Notícias Agrícolas. 

O valor negociado para o produto na segunda semana de janeiro/22 ficou em US$ 371,704 milhões, tendo em vista que o preço comercializado durante o mês de janeiro do ano anterior foi de US$ 484,132 milhões. A média diária ficou em US$ 37,170 milhões e registrou uma valorização de 53,55%, frente ao observado no mês de janeiro do ano passado, que ficou em US$ 24,206 milhões.

O volume exportado alcançou 72 mil toneladas até a segunda semana de janeiro/22. No mesmo período do ano passado, o volume exportado atingiu 107,3 mil toneladas em 20 dias úteis. De acordo com o analista da Safras & Mercados,Fernando Henrique Iglesias, o desempenho das exportações teve um bom resultado nesta semana. “O mercado criou uma expectativa de que os embarques ganhassem força na segunda quinzena de janeiro, esse cenário acabou se cumprindo. Agora, a questão é saber como será o desempenho nas próximas semanas”, informou. 

A média diária ficou em 7,2 mil toneladas na segunda semana de janeiro, na qual teve um avanço de 34,19% frente à média exportada no mês de janeiro do ano passado, que ficou em 5,3 mil toneladas.

Os preços médios na segunda semana de janeiro deste ano ficaram próximos de US$ 5.161,9  mil por tonelada, na qual teve uma alta de 14,43% frente aos dados divulgados em janeiro de 2021, em que os preços médios registraram o valor médio de US$ 4.510,8 mil por tonelada.

FONTE: Notícias Agrícolas

últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil

atendemos somente EMPRESAS