fbpx

Desempenho exportador das carnes nas quatro primeiras semanas de abril corrente

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Completadas quatro das cinco semanas de abril (ou 16 de um total de 20 dias úteis), somente a carne de frango continua apresentando resultado negativo quer no volume, quer na receita cambial. Mas sem que retroceda a resultados que sejam alarmantes. Pelo contrário. Mas o desempenho das carnes suína e bovina permanece bem melhor.

Consideradas as médias diárias até aqui registradas (correspondentes a 80% dos dias úteis de abril e, portanto, sujeitas a alterações mínimas até o fechamento do mês, nesta quinta-feira), as carnes bovina e suína vêm tendo resultados muito próximos tanto no volume como na receita cambial.

Assim, comparativamente a abril de 2019, enquanto o volume de carne bovina aumentou 12%, o da carne suína é cerca de 14% superior. E na receita, o incremento se encontra em 29,62% e 28,47%, respectivamente.

Já a carne de frango apresenta decréscimo de 2,5% no volume e de 10% na receita cambial. Mas como abril corrente tem um dia a menos que o mesmo mês do ano passado, essas quedas tendem a se acentuar: para 7,12% no volume mensal e para 14,36% na receita. Resultados que podem significar embarques de 310 mil toneladas e receita próxima de US$458,5 milhões.

FONTE: AviSite

últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil