fbpx

Exportação de carne suína para a China sustenta o mercado da carne

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Metade da carne suína brasileira exportada teve como destino a China

No quadro Mercado e Cotações desta terça-feira (13) o professor Argemiro Brum, da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), alertou que uma massa de ar polar está prevista para esta semana o que pode comprometer as safras dos principais produtos agrícolas.

Segundo o economista, o mercado de arroz não apresentou variações expressivas na última semana. O saco de 50kg fechou em R$43,06 no Rio Grande do Sul e o de 60 kg em R$62,00 em Sorriso (MT). O feijão também apresentou certa estabilidade. O saco de 60Kg do feijão carioca fechou em R$160,00 em Minas Gerais e Goiás. Já o preço do feijão fechou entre R$100 e R$160 o saco de 60kg.

O mercado do boi gordo ganhou força e o quadro de alta nas cotações da arroba se manteve. A média de preços da arroba do boi gordo fechou em R$140,00 em Goiânia e R$142,00 no Tocantins.

Apesar dos preços da carne suína terem cedido um pouco na semana passada, as exportações têm dado sustentação a este mercado. “Principalmente para a China. Metade da carne suína brasileira que exportamos teve como destino a China”, pontuou Argemiro. O quilo vivo ficou em R$4,53 em São Paulo e R$4,74 no Paraná.  

O Brasil Rural vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio; sábado, às 5h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.

FONTE: EBC

conheça os serviços para sua empresa atuar na importação e exportação

atendimento nacional

conheça nossos serviços
últimas notícias no Comércio Exterior

Contate-nos

3003 5339

13 3321 9321
65 4141 4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo