fbpx

Inaugurada a primeira e maior fábrica de produção de grafeno da América do Sul

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos participaram da inauguração.

presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos,  o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, participaram nesta sexta-feira (9) da inauguração da primeira e maior fábrica de produção de grafeno em escala industrial da América do Sul. A capacidade é de produzir até cinco mil quilos de alta qualidade por ano.

O Grafeno é um material reconhecido mundialmente por suas incríveis propriedades físicas, como alta resistência mecânica, leveza, maleabilidade e alta condutividade térmica e elétrica. O Brasil é o terceiro maior fornecedor mundial do mineral grafita e possui a segunda maior reserva mundial desse material que é a principal matéria prima para o Grafeno. Estima-se que esse mercado movimentará, em 5 anos, mais 3 bilhões de dólares.

A Casa Civil acompanha as políticas para materiais avançados para  promover a harmonização e regulamentação deste tema com as várias ações setoriais conduzidas pelos demais ministérios.

Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro, destacou o potencial brasileiro. “Temos uma pátria abençoada. Voltando à tabela periódica, temos toda ela aqui no Brasil. Inclusive naquilo que é raro. Temos aí, por volta de 1/3 das reservas de grafite, ou grafita, em vários estados. Temos, aproximadamente, 97% do Nióbio, que casado com grafeno, realmente vão revolucionar o destino da humanidade”, disse.

Potencial que já é realidade no mercado

O reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, ressalta a possibilidade de compartilhar com a sociedade o potencial do grafeno e mostrar que para além das pesquisas, sua produção é uma realidade. Ele frisa que o ecossistema de inovação na Universidade qualifica o ensino e impacta o mercado, através da conexão estabelecida com as empresas. “Dispomos de um produto viável à indústria, capaz de gerar renda para a sociedade com tecnologia brasileira”, declara, sobre o trabalho desenvolvido na unidade de negócios que é a primeira da Serra Gaúcha credenciada pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) que atua no fomento à inovação na indústria brasileira.

A entrega converge os esforços do Governo Federal em fomentar políticas públicas no setor e no apoio às iniciativas em grafeno como arranjos produtivos novos, implantação e incorporação do grafeno em cadeias produtivas, pesquisa e conhecimento científico, além de lançar editais e chamadas públicas com subvenção econômica para empresas, universidades e entidades.

FONTE: Governo Federal

últimas notícias no Comércio Exterior

solicitar atendimento

vamos conversar sobre Comércio Exterior ?

services for companies outside Brazil