fbpx

Sinveste encaminha carta contra a redução da tarifa de importação de artigos têxteis

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Cianorte (Sinveste) Beto Nabhan encaminhou recentemente uma carta de repúdio ao secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Carlos Roberto Pio da Costa Filho, conta a redução das tarifas de importação de roupas de inverno: de 35%, nível máximo aplicado à importação de bens industriais; para 16%, nível previsto na Tarifa Externa Comum do Mercosul.

De acordo com Beto Nabhan, as consequências com a implantação da medida serão negativas. “A redução da tarifa de importação coloca em risco toda a cadeia produtiva do vestuário e pode provocar impactos desastrosos com a queda de investimentos para indústria e redução dos empregos nos municípios, onde a confecção é um dos principais vetores da economia”, salientou ao usar a tribuna livre da Câmara de Vereadores de Cianorte, durante sessão de segunda-feira, 3.

Por sua vez, o presidente da Câmara, Silvio Fernandes, o Silvio do Pátio (MDB), destaca o apoio dos dez vereadores contra a medida adotada pelo Ministério da Economia, do Governo Federal. “O setor do vestuário é muito importante para Cianorte. Dessa forma, todos os vereadores da cidade estão encaminhando, além da carta, uma moção de repúdio sobre a redução de tarifa, a qual irá prejudicar a economia local”, disse Silvio, na ocasião, que todos os parlamentares paranaenses, em Brasília, receberão a solicitação.

“A redução da alíquota de 35%, desde 2017, para 16% poderá trazer graves prejuízos para indústria, que ainda sente os efeitos da crise econômica, bem como fortalece a concorrência desequilibrada e desleal com os produtos importados fabricados em países que não tem o marco legal que temos como, por exemplo, a China. Portanto, temos que lutar até as últimas consequências”, finaliza Nabhan.

A Câmara de Vereadores de Cianorte procurou, na oportunidade, a Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão subordinado ao Ministério da Economia, o qual disse, por meio  de sua assessoria de comunicação, que existe, de fato, o pedido da redução solicitada pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abate) – entidade representativa do segmento do varejo têxtil – através do protocolo 19971.100647/2019-08, emitido no dia 11 de dezembro de 2019, porém o mesmo ainda está em análise técnica pela Secretaria Executiva da Câmara de Comércio Exterior (Secamex). De acordo ainda com o órgão, nesta fase, todas as partes interessadas têm a oportunidade de se manifestar.

Sinveste 

O Sindicato das Indústrias do Vestuário de Cianorte abrange 47 municípios, onde estão instaladas cerca de 500 confecções, que geram mais de 30 mil postos de trabalhos diretos e indiretos.

FONTE: TRIBUNA DE CIANORTE

consulte sua habilitação Radar / Siscomex

copie o link abaixo, abra uma nova aba do navegador e cole na barra de endereço

Contate-nos

Telefone

+55 13 3321-9321 | +55 65 4141-4540

WhatsApp

clique acima

Preencha seus dados abaixo